quinta-feira, 13 agosto, 2020
Saúde

Tire as dúvidas: Mitos e verdades sobre saúde bucal

8visualizações

Você sabia que existem alguns fatores benéficos e maléficos para a saúde bucal? Separamos o que é mito e o que é verdade quando se trata do assunto para você manter o seu sorriso sempre bonito e saudável. Confira!

Quando falamos dos cuidados com o sorriso, higienizar corretamente os dentes é um processo fundamental para manter a saúde bucal em dia e evitar uma série de problemas na dentição e na gengiva.

Entretanto, existem muitos mitos em relação a limpeza e manutenção dos dentes.

Por isso, separamos uma lista de mitos e verdades para você saber quais são os cuidados realmente necessários para manter a sua saúde bucal em dia:

Saúde bucal e alimentação

Até que ponto a alimentação pode ser prejudicial ou contribuir positivamente para a saúde bucal?

Existem determinados alimentos que podem agir de forma negativa no organismo, impactando também, a dentição das pessoas.

Porem, há também aqueles que auxiliam no equilíbrio de nutrientes, minerais e vitaminas, deixando os dentes mais saudáveis e bonitos.

Nessas horas é essencial saber o que é mito e o que é verdade em relação às consequências positivas e negativas para a saúde bucal.

Assim, com uma alimentação balanceada, você consegue auxiliar na prevenção de possíveis doenças bucais.

Veja aqui alguns dos mitos e verdades sobre alimentação e saúde bucal:

  1. Comer pão pode afetar a dentição?

VERDADE: Comer o alimento em excesso pode impactar negativamente a saúde bucal de uma pessoa, auxiliando na proliferação de bactérias e aumentando a probabilidade de cáries.

Isso acontece por que se trata de um alimento rico em carboidratos simples. Quando ingerido, as enzimas da saliva aumentam a acidez e quebram o amido do pão, transformando-o em açúcar.

  1. A maçã ajuda na higienização dos dentes?

VERDADE: Por ser um alimento fibroso, ela ajuda no aumento de produção de saliva e massageia os tecidos da gengiva, esses processos auxiliam na prevenção de cáries e placa bacteriana.

Rica em componentes como cálcio e ferro, a maçã também auxilia na proteção do esmalte dentário.

  1. Leite e derivados ajudam no fortalecimento dos dentes?

VERDADE: Esses produtos são bons para o fortalecimento da dentição por que possuem nutrientes como o cálcio e fosfato, estes, auxiliam a manter a mineralização do esmalte dentário.

Portanto, além de manter o pH da boca estável, contribuem de forma positiva na saúde bucal, mantendo a dentição mais resistente.

  1. Chocolate provoca cáries?

MITO: É equivocado dizer que o chocolate em si pode trazer malefícios à saúde bucal. O cacau contém substâncias anti-inflamatórias naturais que auxiliam na proteção dos dentes e tecidos bucais.

Na verdade, o açúcar que pode agir de forma negativa na dentição. Se ingerido em excesso, o alimento auxilia no surgimento de cáries e placas bacterianas.

  1. Chiclete faz mal para os dentes?

MITO: Neste caso, existem algumas recomendações para não sobrecarregar o sistema mastigatório. Quando mastigada de 15 a 20 minutos após alguma refeição, a goma de mascar sem açúcar pode trazer diversos benefícios para a saúde bucal.

Isso porque a mastigação é um estimulante do fluxo de saliva, ajudando a limpar os dentes de forma natural.

Além disso, esse tipo de goma é adoçado com xilitol, um açúcar não atrativo para bactérias, mantendo o pH da saliva equilibrado.

  1. Nozes e castanhas são maléficos para os dentes?

MITO: Por mais que a ingestão de frutas secas necessite de um esforço maior de mastigação, estas, não fazem mal à saúde dos dentes e da boca. Muito pelo contrário, esses alimentos são ricos em óleos benéficos para a saúde.

Eles formam uma camada protetora na dentição, reduzindo a formação de placa e auxiliando na prevenção de cáries.

Alguns outros alimentos que auxiliam em uma dentição saudável são a cenoura, brócolis, pepino, pêra e espinafre. Ricos em nutrientes, ajudam a fortalecer a dentição, equilibrar o pH da boca e manter os tecidos saudáveis.

Também é necessário sempre manter o cuidado quando falamos em refrigerantes. O líquido contém quantidades grandes de açúcar na composição, que provocam a desmineralização do esmalte e desequilibram o pH da boca.

Por fim, para manter uma saúde bucal equilibrada com auxílio da alimentação, é fundamental beber bastante água.

Além de auxiliar no funcionamento adequado de todo organismo, ela mantém a produção de saliva equilibrada, contribuindo assim, na eliminação de resíduos dos dentes.

Mitos e verdades sobre higienização

Uma higienização completa e constante é primordial quando falamos de prevenção de doenças e saúde bucal. Porém, muitas pessoas acabam por não saber as recomendações necessárias que auxiliam neste processo.

Abaixo, estão alguns mitos e verdades sobre uma higiene bucal de qualidade:

  1. Frequência na troca da escova de dentes

VERDADE: É ideal trocar a escova de dentes a cada três meses ou antes desse período, se as cerdas começarem a se deteriorar.

Esse fator é de suma importância porque quando a escova de dentes fica velha, as cerdas perdem parte da eficiência. Esse fator pode aumentar a força que a pessoa aplica na hora da escovação, a fim de obter o mesmo resultado de quando a escova era nova.

Você já ouviu a frase “na hora de escovar os dentes não é força, e sim jeito”? Exatamente. Colocar força na hora da escovação pode ser um fator prejudicial na dentição.

  1. A higienização noturna é a mais importante?

VERDADE: De noite, o fluxo de saliva que auxilia a limpeza dos dentes é menor. Dessa forma, o efeito protetor da saliva diminui drasticamente, deixando os dentes vulneráveis a possíveis bactérias.

Quando se escova os dentes à noite antes de dormir, você preserva a dentição e as gengivas, de forma que a vulnerabilidade dos dentes seja protegida.

  1. Excesso de escovação pode prejudicar os dentes?

VERDADE: Uma constância exagerada de escovação pode provocar, a médio e longo prazo, o desgaste do esmalte dentário e o encolhimento da gengiva.

O ideal para manter a saúde bucal é escovar os dentes ao acordar, após as refeições e antes de dormir.

  1. Os dentes devem ser escovados logo após as refeições

MITO: O recomendado é esperar cerca de 30 minutos após o término das refeições para realizar a higienização bucal.

Esse período de tempo é um agente auxiliador para que a saliva consiga neutralizar o pH dos alimentos e bebidas ingeridos.

  1. Quanto mais creme dental, maior a eficiência da higienização

MITO: Os agentes responsáveis por uma boa higienização são a escova de dentes e o uso de fio dental.

Quando aplicado grandes quantidades do produto, a ingestão do mesmo por acidente se torna mais fácil. A pasta deve ser aplicada em pequenas porções e inserida no meio das cerdas, de forma que a escova consiga alcançar todos os restos de resíduos.

  1. Enxaguantes bucais podem substituir a escovação

MITO: A escovação dentária, junto ao fio dental, são práticas insubstituíveis para manter a saúde bucal em dia.

O enxaguante por sua vez, serve como um complementador desse serviço. Sem a escovação e o uso de fio dental, o enxaguante bucal não têm utilidade nenhuma.

Outros cuidados

Por mais que uma alimentação equilibrada e a higienização bucal completa sejam fatores fundamentais para o bom funcionamento dos dentes, visitas periódicas ao ortodontista são de suma importância para manter a saúde bucal em dia.

Isso porque, somente o profissional da área da saúde bucal pode identificar possíveis problemas na dentição, tratando-os o quanto antes para evitar a proliferação e o agravamento de doenças bucais.

Para manter as idas ao consultório sempre em dia, muitas pessoas optam por aderir à algum plano de saúde odontológico, assim, tratamentos e procedimentos dentários acabam por não pesar tanto no bolso do paciente.

Se você está interessado na opção acima, uma boa dica é conversar com o ortodontista para ele lhe indicar o melhor plano de saúde dentário de acordo com as suas necessidades.

Ter um bom plano odonto pode ser um grande facilitador para deixar os dentes mais saudáveis e o sorriso sempre bonito.

Existem várias opções no mercado, você pode tanto optar pelo convênio odontológico individual ou familiar. Fazer uma pesquisa é essencial para escolher o que é de melhor relevância para você!

Deixe um comentário