sexta-feira, 14 agosto, 2020
AlimentaçãoSaúde

Refrigerante faz mal para o sorriso: Conheça outros perigos

46visualizações

A quantidade elevada de açúcar, sódio e outras substâncias é o principal mal dos refrigerantes.

Todos sabem que refrigerante faz mal, mas apenas algumas pessoas se preocupam em reduzir ou evitar o consumo da bebida. Por isso, é importante buscar mais informações sobre a composição, os tipos e os malefícios dos refrigerantes para a saúde. Saber o que seu filho está consumindo e controlar a quantidade é fundamental para manter uma vida saudável.

O açúcar do refrigerante é um perigo para o diabetes infantil. Foto: iStock, Getty Images

Por que refrigerante faz mal

O refrigerante faz mal à saúde porque possui substâncias que prejudicam principalmente os ossos, os cabelos, as unhas e os dentes. A bebida contém alta concentração de açúcar, que eleva também o valor calórico, além de outras substâncias como sódio, corantes, acidulantes e conservantes, trazendo sérios riscos ao organismo.

As versões de cola ainda possuem uma grande quantidade de fosfatos, que, se consumidos em excesso, provocam o enfraquecimento dos ossos por meio da liberação do cálcio. Com isso, os riscos de desenvolver doenças ósseas no futuro, como a osteoporose, aumentam consideravelmente.

Além disso, a bebida favorece o aumento de peso e a obesidade, contribui para o aparecimento de diabetes, prejudica a saúde dos rins, causa retenção de líquido, incha as pernas, compromete o trato gastrointestinal e aumenta a pressão arterial.

Se você opta por refrigerantes light ou zero por pensar que os malefícios são menores, não se engane: eles também são prejudiciais em vários fatores. Apesar do teor de açúcar ser reduzido (light) ou eliminado (zero) e o valor calórico ser menor que o do refrigerante normal, as duas versões possuem uma quantidade de sódio muito maior.

O refrigerante faz mal na gravidez, pois prejudica não só a mãe como também o bebê. As opções à base de cola ainda têm cafeína, que durante a gestação não pode ser consumida além de 200mg por dia. Uma latinha contém 35mg da substância.

Durante a amamentação e depois, já na fase de alimentação sólida do bebê, o refrigerante traz sérios riscos para a criança. Além de facilitar o aparecimento de doenças, também dificulta o desenvolvimento físico e mental do pequeno.

Refrigerante e o açúcar

Um dos principais motivos para se afirmar que o refrigerante faz mal é a quantidade elevada de açúcar da sua composição. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a recomendação diária de consumo para adultos saudáveis é de 62,5g da substância.

Um copo de 330ml de refrigerante de cola possui o equivalente a cerca de sete sachês de açúcar: 35g. Além disso, para neutralizar a quantidade de ácido ingerida com a bebida, são necessários trinta copos de água.

Se, apesar de todas as comprovações que o refrigerante faz mal, você não proibir o consumo da bebida, a dica é liberar no máximo um copo de 100ml, seguido de bastante água logo depois para facilitar a eliminação das substâncias.

Seu filho é viciado em refrigerante? Conte para nós!

Deixe um comentário